Resumo da Viagem SP – 10/07

A sexta-feira foi bastante agitadinha. Acordei 12:30h sendo que a diária do hotel terminava 12h. Joguei tudo de qualquer jeito na mala e corri pra recepção. Sorte que a moça atendente foi com a minha cara e me deixou passar sem pagar diária extra. Sangue de Jesus tem poder!

Enfim, depois de encontrar uma loja de cds e gastar uma boa grana comprando versões extendidas e singles raros das bandas que eu gosto, fui para o Café Peon, assistir ao ImproRiso, um show coordenado pelo grande Bruno Motta! Muito legal chegar lá e ver a casa cheia, todo mundo pronto para ver um ótimo show de comédia em um bar bem arrumado e bonitão!

Subiram ao palco Nany People (que deu em cima de mim no camarim, fiquei lisonjeado), Márcio Ribeiro, Bruno Motta, Ben Ludmer e Victor Hugo!

Márcio Ribeiro, Osmar Julio, Ben Ludmer e Bruno Motta! Todos muito simpáticos!

Márcio Ribeiro, Osmar Julio, Ben Ludmer e Bruno Motta! Todos muito simpáticos!

Nany People!

Nany People!

Como tive que pegar carona com o Márcio Ribeiro em direção ao teatro Folha, acabei não assistindo o resto do povo se apresentar, infelizmente.

O show no Teatro Folha era o Seleção do Humor, que no dia estava composto por Marcio Ribeiro, Marcela Leal, Ben Ludmer e Maurício Meirelles. Eu tava lá pra fazer um open mic de 5-6 minutos só. F0i bem legal, acho que fui bem pra caramba, peguei uns 4-5 aplausos, não lembro. Fiquei bem feliz, hehe.

De lá eu me encontrei com um povo do Fórum da HangarNet e fomos prum posto falar umas merdas. Foda-se.

Povo do fórum da HangarNetwork! (pessoal do computador)

Povo do fórum da HangarNetwork! (pessoal do computador)

Peguei um ônibus 8h de sábado indo pra São José do Rio Preto, ver minha família de lá. Mas essa parte não interessa a vocês. Atualizo de novo depois com o resumo do RJ, que é onde estou agora.

Resumo da Viagem SP – 09/09

Quinta-feira não rolou muita coisa. Acordamos meio dia e fomos almoçar no Shopping 3, encontramos o Armando e a Manu por lá e ficamos conversando durante a tarde. Saindo de lá, fomos pro mercadinho dos japoneses e eu comprei um pen drive maroto de 16gb, mas acho que não vai funcionar. Além de umas pilhas recarregáveis e um pedestal pro Em Pé Na Rede. Foda-se.

Voltamos pro hotel e nos preparamos pro show no grupo “A Divina Comédia”, em um bar muito legal chamado Memphis, que fica em Moema. Cacete, 400 pessoas em um bar pra assistir uns caras falarem besteiras na frente de um microfone!

Subiram ao palco Rogério Morgado, Felipe Hamachi, Maurício Meirelles, Murilo Gun, Murilo Couto e Osmar Julio. Todo mundo arregaçou, mais de uma hora de risadas consecutivas. Como é bom ver que fazemos valer o tempo e o dinheiro da galera que estava lá. O Danilo Gentili é desse grupo também, mas não estava em SP para participar.

Luiz França, Murilo Couto, Maurício Meirelles, Murilo Gun, Felipe Hamachi, Osmar Julio e Victor Sarro.

Luiz França, Murilo Couto, Maurício Meirelles, Murilo Gun, Felipe Hamachi, Osmar Julio e Victor Sarro.

Acabando o show, ficamos lá falando merda com o povo que tinha ido ver: Luiz França (como sempre), Gus Fernandes e Victor Sarro! Bem legal!

Murilo Gun reclamando do cachê... :/

Murilo Gun reclamando do cachê... :/

Murilo Couto aplaudindo de pé uma piada do Maurício Meirelles.

Murilo Couto aplaudindo de pé uma piada do Maurício Meirelles.

Depois de lá, o Rogério Morgado levou a gente pruma tal de Vila Country. Que lugar bem estruturado hein? Uma porrada de ambientes, ótima organização. Foda-se.

Voltamos pro hotel e enquanto eu ia dormir feliz, o Murilo se apressava para arrumar as malas em direção a RJ, ia fazer show no mesmo dia lá com o povo do Comédia Em Pé, mais detalhes com ele.

Rogério Morgado esparramado na cama do Murilo enquanto ele arrumava as malas pra ir pro RJ.

Rogério Morgado esparramado na cama do Murilo enquanto ele arrumava as malas pra ir pro RJ.

Resumo da Viagem SP – 08/07

Já acordamos com planos para a quarta-feira, era dia de gravação do”Quinta Categoria” e eu, Murilo, Armando e Manu tinhamos combinado nos encontrar por volta do meio-dia no metrô para seguir em direção do estúdio da MTV, lugar que o Murilo já assumiu publicamente que sonha em trabalhar.

Chegando lá, o Murilo ligou pro Bruno Motta, que coincidentemente estava por lá, e nos direcionou pra entrada do estúdio de gravação do programa. Como estava cedo demais, fomos almoçar com ele, bastante gente boa o garoto!

Após o almoço, ficamos na porta da entrada do estúdio esperando uma luz para nos colocar para dentro. E ali estava, Elídio Sanna se aproximava da entrada  e reconheceu o Armando, que tinha assistido o Improvável na quinta passada e conversado com os caras após o show.

De repende, sai uma produtora de lá de dentro e pergunta “quem são os convidados do Elídio?”. Hehe, muito gente boa o cara, né? Entramos de boa no estúdio e ficamos lá dentro escolhendo nosso lugar, conversando com os Barbixas e com o Mion até chegar a hora da gravação.

No estudo da MTV, esperando começar a gravação do "Quinta Categoria".

No estudo da MTV, esperando começar a gravação do "Quinta Categoria".

Como é bom chegar cedo, escolher lugar, ser amigo dos caras, etc...

Como é bom chegar cedo, escolher lugar, ser amigo dos caras, etc...

Daniel, Murilo, Marcos e Osmar. Novo casting do "Quinta Categoria".

Daniel, Murilo, Marcos e Osmar. Novo casting do "Quinta Categoria".

Mionzinho! Gente boa ele! 

Mionzinho! Gente boa ele!

E que programa, hein? Os caras são fodas demais, idéias muito boas e uma organização da produção fenomenal, estão de parabéns totalmente! Eu aproveitei meu inxirimento para dar uma idéia de situação para realizar um dos jogos. O programa vai ao ar dia 30/07, pra quem quiser me ver falando besteira na MTV.

Voltamos pro hotel, mas nao demoramos muito lá, o Rogério Morgado me ligou dizendo que estava chegando para me dar carona na Paulista. “Chegando” na linguagem paulista é algo como “se fode esperando ae”, meia hora depois o cara chegou. No carro estava o grande Marco Zenni, comedianste de Curitiba que tava pegando uma carona de boa. Rogério Morgado motorista da galera!

Chegando no Ébano Bar, que lugar legal, hein? Rola uma balada lá depois da comédia, lotou pra porra depois que fomos embora. Subiu no palco Osmar Julio (eu), Rafael Marinho, Rogério Morgado, Renato Tortorelli, Gus Fernandes e Murilo Gun. O começo foi meio zuado mas do meio pro final foi bem ducaralho! Fábio Gueré, comediante do grupo “Comédia na Veia” estava lá também, assim como o Luiz França, que sempre está em todas.

Quase no fim do show, chega o Murilo Couto, Murilo Gun, Armando Morares e a Manu. Tinham voltado do Clube da Comédia. Mais detalhes por Murilo.

Osmar Julio, Murilo Gun, Renato Tortorelli, Gus Fernandes, Rafael Marinho, Rogério Morgado, Murilo Couto e Fábio Gueré!

Osmar Julio, Murilo Gun, Renato Tortorelli, Gus Fernandes, Rafael Marinho, Rogério Morgado, Murilo Couto e Fábio Gueré!

Se lembram dele? hehe

Se lembram dele? hehe

Depois de conhecer a casa, Osmar Julio, Murilo Couto e Rogério Morgado fomos para o Burger King, que como não tem em Belém, fiz questão de comer por lá! Muito bom, hein? Porque não tem em Belém? Porque somos tão atrasados? Momento triste agora.

E esse foi nossa quarta-feira, agitadíssima.

Resumo da Viagem SP – 07/07

Prosseguindo com os relatos de Osmar Julio e Murilo Couto em Sp.

Terça-feira, 07 de julho de 2009. Esse sim foi um dia bonito na história do Em Pé Na Rede!

Por volta de 11:45h de um dia que o Murilo perdeu o café da manhã porque dormiu demais, encontramos com o nosso paizão Márcio Ribeiro na portaria da Jovem Pan Sat, como combinado. Ao falar com a secretária do prédio, ela não havia reconhecido o Márcio e quase barra ele de entrar HAHAHA. Mas depois chegou uma outra lá e ficou tudo bem.

Com as credenciais na mão, subimos para o andar da Jovem Pan e fomos direto para a sala da produção, tomar um café e apreciar a brisa. Mentira, fomos lá introsar com o produtor do pânico – o famoso  Pastor – e entregar a ele o release do Tarcísio, que haviamos escrito no dia anterior.

Pela graça do bom homem, nosso paizão Márcio Ribeiro gravou 5 (isso mesmo, cinco) cds de áudio com a primeira temporada completa do Tarcísio, o suficiente para podermos entregar uma cópia para o produtor, pro Bola, pro Emílio, pro Carioca e pro Paulinho Serra (que já já vai aparecer mais nesse post).

Conseguimos sentar no estúdio e assistir o programa todo, que tinha como convidada a ex-BBB Ana Carolina, sim, aquela mesma que jogou sabão em pó nas formigas. Ela foi lá justamente para poder defender seu ponto de vista perante a sociedade, que estava pouco se fudendo pra isso.

Ana Carolina do BBB. Gente boa ela até.

Ana Carolina do BBB. Gente boa ela até.

Osmar e Murilo ao lado de Bola e Paulinho Serra!

Osmar e Murilo ao lado de Bola e Paulinho Serra!

Não podia deixar de ter foto com o Emílio! "AmaNHã.."

Não podia deixar de ter foto com o Emílio! "AmaNHã.."

Grande César Polvilho! Quem ae gosta? Esse cara é um gênio...

Grande César Polvilho! Quem ae gosta? Esse cara é um gênio...

Márcio Ribeiro que nos levou na Pan e o Carioca!

Márcio Ribeiro que nos levou na Pan e o Carioca!

Faltando 15 minutos para terminar o programa, o Emílio decide querer saber quem eramos nós ali de intrusos! Foi quando aconteceu essa entrevista aqui:

Ducaralho, né? Como quem não quer nada, conseguimos uma entrevista em um programa muito doido em rede nacional e mostramos o Tarcísio, nosso filho tão querido para todas as pessoas ligadas na Jovem Pan desse Brasil. Só tenho que agradecer muito muito muito ao nosso super paizão Márcio Ribeiro por nos ter dado essa força e oportunidade que muita gente espera pela vida inteira. Não vamos te decepcionar! (Ah, sigam ele no twitter que ele gosta: www.twitter.com/marcioribeiro)

Saimos da Jovem Pan e nos encontramos com o Armando e a Manu, sua mulher-produtora e fomos almoçar com o Márcio em um restaurante muito bom que fica perto da Jovem Pan. O pudim de leite tava muito bom, só que o chantilly tava sem graça, me fudi. Produtora da Fazenda tava lá, aliás.

Eu e Murilo nos dispersamos e fomos pra FNAC ver o que tinha de interessante para comprar. Não achei nenhum livro de comédia interessante e os Cds que vi para vender estavam com o “preço de internet” normal, ou seja, preferi não comprar nada e ficar vendo os 47 clipes do Michael Jackson que estavam passando em todos os telões disponiveis para a venda lá. Na boa gente, o cara morreu e tal. Mas precisa passar toda hora isso?

Claro que sim, é muito doido! Fiquei lá meia hora vendo.

De lá fomos na banca de revista do Júnior, é um cara que vive indo no Pânico vender camisas e fazer propaganda das coisas que tem lá. Gente boa demais o cara, o Murilo comprou uma camisa pro irmão dele, a do “Ronaldo!”. Só que o pateta esqueceu no meio do caminho pro hotel, tivemos que voltar correndo para buscar. Mané. A parte engraçada foi quando o dono da banca disse:

– Voltem amanha ae, de boa.

– Pra sua banca?

– Não, no programa mesmo.

HAHAHAHA como se fosse fácil assim. Rimos um pouco e fomos de volta pro hotel. Por volta das 20:20h chegou o taxi com o Armando para nos buscar em direção ao Bar Tom Jazz, para o show Tom com Comédia!

Chegando lá no bar, fiquei impressionado com a qualidade do lugar. Ao barzinho porrada hein? Luz perfeita, palco lindo, tudo ótimo. E o melhor, lotado.

No camarim tinha uma comida lá que o Fábio Rabin tava oferecendo pra gente, mas o Murilo foi muito mais esfomeado e pediu uma comidona lá. Beleza, eu preferi ficar nos salgadinhos (que por sinal, estavam muito bons).

Murilo esfomeado.

Murilo esfomeado.

Depois chegou um grande ídolo meu, nada mais nada menos que Sérgio Mallandro!

Ráááááá!

Ráááááá!

Por volta das 22:10h o show começou, casa cheia e todo mundo prestando atenção. Foi porrada seca: Renato Tortorelli, Luiz França, Fábio Rabin, Murilo Gun, Márcio Ribeiro, Murilo Couto e eu, Osmar Julio, hehe. Todo mundo foi muito bem, mesmo eu fazendo apenas 4 minutos, não tinha muito tempo porque eu nao tinha falado com ninguem antes, me colocaram na marra! Mas nada que um bidê não salve.

Em cima: Murilo Couto, Renato Tortorelli, Jesus (amigo do Paulinho Serra), Marcio Ribeiro, Paulinho Serra e Osmar Julio. Em baixo: Fábio Rabin, Luiz França e Murilo Gun.

Em cima: Murilo Couto, Renato Tortorelli, Jesus (amigo do Paulinho Serra), Marcio Ribeiro, Paulinho Serra e Osmar Julio. Em baixo: Fábio Rabin, Luiz França e Murilo Gun.

De lá, saímos com o grande Paulinho Serra (o que faz o Traficante Gay, dos Deznecessários) pra um bilharzinho. Que puta cara engraçado, hein? Temos que levar ele pra Belém, ele disse que vai começar a fazer Stand-up e é  pra gente esperar ele ficar com textos porradas (o que não vai demorar, tenho certeza, ele tem uma parada de “bolha” e “falta de unha” espetacular).

Individual com o Paulinho Serra. Não sabem quem é? Ele faz o "Traficante Gay", dos Deznecessários.

Individual com o Paulinho Serra. Não sabem quem é? Ele faz o "Traficante Gay", dos Deznecessários.

Depois de umas saídas pela noite e uma calculadora a mais (interna), um casal que tinha ido nos assistir no Tom Jazz nos deu uma carona marota até o hotel.

Casa Nova.

É galera, enquanto nossos emissários Osmar Julio e Murilo Couto se divertem em terras paulistanas, os membros pobres do Em Pé na Rede trabalham aqui em Belém. E temos novidades! A partir de Agosto o Em Pé na Rede volta com seu show semanal. Legal, né?

Nossa nova casa é o Bar Relicário, um lugarzinho batuta, frequentado por pessoas batutas em uma rua batuta. Só não lembro o nome dela, alguém ai lembra?

Er… enfim, a partir do dia 02 de agosto voltamos aos palcos depois de um tempinho de férias e novidades. Ouviram o Tarcísio no Pânico? Foi lindo… Fiquei mais emocionado que a filha do Michael Jackson. E mais feliz que o pai do Michael Jackson.

É isso, DIA 2 (DOIS) (DOS) (ZWEI) (TWO) DE AGOSTO (AUGUST) (SÓ SEI ESSE EM INGLÊS) ESTAMOS DE VOLTA NO BAR RELICÁRIO! ESPERAMOS VOCÊS TODOS LÁ!

HUGS! E aguardem novos posts do diário de viagem de nossos amigos engraçados.

Victor.

Resumo da Viagem SP – 06/07

Segunda-feira e queriamos passear pela cidade, tinhamos um show para ir no “Bar ao Vivo” lá pelas 22h e nem sabíamos onde era.

Saimos andando aqui pela Augusta atrás de algo para fazer, mas não entramos em nenhum dos 400 puteiros que têm por aqui. Mesmo com todas as super atrações constantemente anunciadas pelos donos que ficam na porta: “Vamo lá, show erótico, sexo ao vivo, casa de swing”. Hum, não.

Encontramos por aqui uma loja de Cds muito bacana, ficamos por lá vendo o que tinha de interessante. Murilo comprou o DVD da Casa dos Artistas e o Cd do Pânico e eu comprei  um single raro do Gamma Ray e o 1º Cd do Helloween, versão extendida. Foda-se.

De lá, almoçamos em um restaurante random e ligamos pro Márcio Ribeiro (se lembram dele? Apresentava o X-Tudo), ele tem passe livre no Pânico e tinha falado pro Murilo da possibilidade da gente ir lá durante um programa conhecer os caras e tudo mais. Pelo telefone ele disse, bem delicadamente: “Que cês tão fazendo na rua, caralho? O show não é só dez horas, porra? Venham pra cá”.

Pegamos um metrô e fomos conhecer a casa do nosso ídolo de infância. Chegando lá, ele mostrou a coleção enorme de filmes, séries e livros fodas de humor. Ele tem um livro do George Carlin muito doido, alem de todos os shows em .avi, vou lá buscar antes de ir embora!

Ficamos por lá vendo um Monty Pyton de boa, umas esquetes do Gato Fedorento, tomando um suquinho, comendo um bolinho… enfim, tendo uma conversa casual com esse meu colega de trabalho.

Reparem no X-tudo de espuma que ele tem emoldurado na sala!

Reparem no X-tudo de espuma que ele tem emoldurado na sala!

Antes da gente ir embora, ele disse pra irmos em uma Lan escrever um release do Tarcísio, O Gordo Peitudo (nossa série de quadros de humor) porque iriamos para a Jovem Pan no outro dia conhecer os caras do Pânico e mostrar o Tarcísio pra eles. Beleza.

Saimos de lá e corremos para uma Lan escrever isso ae, fizemos um release bonitinho com a história da série, contando o sucesso que fez em Belém e explicando um pouco dos personagens.

Já era hora de ir para o “Bar ao Vivo”, pegamos um taxi e seguimos para lá. Que lugar foda hein? Eu me assustei porque não tem em Belém, mas é muito legal fazer Stand-up em um lugar todo preparado para isso, lugarzinho fechado, entre 80 e 150 pessoas, todo mundo virado pro palco, etc etc.

Nosso amigo Armando Moraes, da Cia de Comédia Tarja Preta, estava lá com a gente para fazer Stand-up também. Foi bem legal, fizeram lá: Felipe Hamachi, Gus Fernandes, Luiz França, Murilo Gun, o Armando e Eu. O Murilo  foi com a gente mas não tinha tempo de fazer todo mundo, ae ele abriu mão. Tava lotada a casa, galera rindo bastante, tenho certeza que todo mundo se divertiu!

Felipe Hamachi dando um show solo de violão após o show. Lugar legal, hein?

Felipe Hamachi dando um show solo de violão após o show. Lugar legal, hein?

Saindo de lá, os comediantes todos estavam indo a uma festa de aniversário e como eu e o Murilo não tinhamos sido convidados, tivemos que seguir caminho para o hotel, né? NÃO! Felipe Hamachi deu uma de pai e levou a gente para lá mesmo assim! Hehe… era em um apartamento todo bonito com um monte de gente bonita dançando feliz.

O povo do Stand-up tava todo lá, além dos que eu citei: Fábio Rabin, Rafinha Bastos, Marco Luque e Felipe Andreoli. Ficamos conversando com eles até que o povo começou a ir embora do nada, assim, cedão. Ae como somos uns merdas e não conhecemos ninguem, ficamos conversando sobre bastante nada. Teve uma hora da festa que a gente podia simplesmente ir embora sem se despedir de ninguém, que tava tudo de boa, hehe. Como estavamos meio longe do hotel, o Rafinha ofereceu carona pra gente de volta para o hotel, ele e sua amada Júnia, gente boa também! Valeu ae Rafinha! (ele vai ler isso sim, pra caralho)

Como é bom ter colegas de trabalho assim tão legais.

Chegamos no hotel 3h da manha e a mesa do café já estava toda posta, esperando dar 6h para poder abrir a porta da sala do café lá. Agora entendo porque eu vou tomar café 9:59h e não tá tudo tão gostoso assim.

Resumo da Viagem SP 05/07

Como vocês devem saber, Osmar (eu) e Murilo estamos em SP para fazer stand-up e falar com o povo daqui, falar um monte de merdas e rir bastante.

Vou começar contando do domingo, porque foi o dia que eu cheguei.

Rogério Morgado fez o favor de irmão de ir me buscar no aeroporto 7:30h da manha de um domingo, valeu meu velho! Levei ele pro hotel e acordei o Murilo pra gente tomar café junto. Ficamos lá até umas 10h falando merda e chigando as pessoas que passagem, o cara é gente boa demais! (só é meio devagar.. hehehe)

Dormi de tarde porque tava cansado pra burro. Ligamos pro Pipo (o Hermanoteu, dos Melhores do Mundo) pra ver qual era o esquema de ir na peça deles que tava rolando no dia (Hermanoteu). Ele disse pra irmos pra lá cedo porque já estava muito lotado, o que não é novidade, visto que os caras são amados e idolatrados por aqui.

Quer entrar em Gião?

Quer entrar em Gião?

Pegamos nossos ingressos e ficamos de frente pro palco, mas muito de frente mesmo, cheirando a tanga do César! A peça foi, como sempre, espetacular, ri pra porra! Quando acabou a peça fomos lá no camarim falar com os caras, infelizmente quase todo o elenco já tinha que ir embora para Brasília, estavam cansados e tal.

Mas não o nosso amigo aventureiro Ricardo Pipo! Ele deixou a gente ficar no camarim comendo (visto que só tinhamos almoçado) todos os quilos de comida que eles têm no camarim, que inveja hein, puta merda.

Ricardo Pipo organizado nossa night! (olha só o banquete do camarim deles...)

Ricardo Pipo organizado nossa night! (olha só o banquete do camarim deles...)

Depois de assaltar a geladeira do camarim do Citibank Hall, fomos pro hotel do Pipo porque ele queria fazer a barba antes de sair pra night! Beleza, lá foi eu e Murilo pro hotel (que é atravessando a rua do teatro) e ficamos lá mexendo no iMac dele, colocamos uns virus lá e o site do Em Pé Na Rede passou a ser a página inicial do computador dele. Aproveitei para dar um doce de cupuaçu pra ele que levei pra SP, acho que ele jogou fora.

 

Saimos do hotel com um amigo dele e fomos para o bar do Bin Laden! Quem é de SP sabe onde fica, o dono é um cara sócia do Osama, já saiu em revistas nacionais e os caralhos, muito gente boa o velho! De lá entramos numa festa chamada “Gambiarra”, que poderia muito bem se chamar “Bambiarra”… Bmo, a parte boa foi que o Pipo pagou umas tequilas pra mim e pro Murilo ao ponto do bar cancelar a comanda dele e ele ser proibido de comprar algo hahahaha, foi foda! Depois ele sumiu do mapa e deixou a gente boiando por lá, eu até queria dar uma grana pra ajudar a bancar as bebidas, mas o cara sumiu mesmo! Fudido! (PS: Valeu meu camarada, foi muito ducaralho domingo, ri pra porra, vamo marcar um Roxy qualquer dia desses!)

De lá, voltamos pro hotel num taxi maroto.

Esse foi nosso domingo!